O verdadeiro problema

Durante a aula de geografia de hoje estudávamos os tipos de capitalismo e estávamos “discutindo” sobre o porquê de as multinacionais não instalarem as suas empresas nos países de origem e irem atrás dos países subdesenvolvidos. Eu tenho uma séria política de opinião, se alguém diz algo que eu não concordo, eu levanto a voz e explico o porquê de estarem errados. Ultimamente eu ando fazendo muito isso em sala de aula, mais precisamente com os professores. Eu não sou patriota nem me orgulho totalmente do país em que eu nasci e vivo, mas ao ouvir a professora o comparando aos Estados Unidos de uma forma tão reverente, como se o nosso país deveria seguir seu exemplo, eu me irritei.

O que eu disse? Bem, isso não terá importância se eu não explicar exatamente como o que ela disse me irritou. Ela deu o exemplo de que não evoluímos tanto quanto o EUA tecnologicamente e cientificamente porque nossas provas para entrar na faculdade são “fáceis” e as faculdades não são tão boas. Agora sim posso falar como eu respondi a isso.

Os Estados Unidos tem tantos cientistas por causa de um simples fato: suas faculdades são na maioria particular e as pessoas guardam dinheiro a vida toda para pagar os estudos. Não quis dizer que as faculdades particulares do Brasil são melhores, porquê, obviamente não são. O que nos leva a outro fato, o de que lá no EUA as escolas públicas de ensino fundamental ao médio são melhores e/ou tão boas quanto as particulares, o que os possibilita ter um ensino básico de qualidade e guardar o dinheiro que poderiam usar para pagar uma escola particular, como seria se as escolas públicas de lá fossem como as de cá.

Aonde eu quero chegar exatamente com isso? O problema para o Brasil ser tão ruim como é hoje não são as faculdades públicas, e sim, o ensino nas escolas públicas. O dinheiro que poderia ser injetado nas nossas escolas vão para os bolsos dos políticos, nós sofremos problemas catastróficos por isso e o país não evolui.

Eu sei que eu comecei dizendo que iria estar defendendo o nosso país, mas ainda sim o critiquei. O que eu quis dizer quando falei isso é que eu não aceito ser comparações injustas. As faculdades brasileiras não são ruins e nós sabemos disso, o problema é outro. E países como os Estados Unidos onde a vida parece tão utópica, na verdade são um dos maiores causadores de poluição e com as maiores taxas de obesidade mórbida. É de conhecimento de todos que se todos os países vivessem como eles vivem, em breve nós precisaríamos de 3 planetas Terra para viver. Realmente queremos ser como eles?

Anúncios

Uma opinião sobre “O verdadeiro problema

  1. Olá, Julia.
    Eu compartilho seu pensamento… E acrescento que: há projetos de pesquisa opcionais desde o que seria nosso fundamental nas escolas de “lá de cima’ e que isso é muito bom, pois influencia a formação de cientistas em várias áreas. (Quando eu digo lá de cima, me refiro aos países do norte mesmo, incluindo a Europa).
    Todo país tem seu lado bom e o seu lado ruim, assim como todas as coisas na vida. No Brasil, por exemplo, eu admiro que nas escolas nós estudemos a História e Geografia não só do nosso país, como as dos outros. (Afinal, não queremos sair dizendo que a Floresta Amazônica é só nossa e que só temos o maior aquífero em extensão do mundo, ou que a Crise de 49 não nos afetou na época). Na Europa (não posso dizer quais países agora, mas se procurar na web, dá pra achar), então, o sistema de pós-graduação é mais organizado que o daqui.
    Bem verdade que nos EUA, o consumismo se torna uma praga; na Europa há ainda aquele resquício de “somos os colonizadores do mundo”; na Ásia há aquela não aceitação de estrangeiros que querem construir uma vida lá.
    Enfim… não queremos ser iguais, mas boas ideias devem ser sim reproduzidas!
    Beijos,
    Capistrano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s